01 - “Vber Crvciatvs”, primeiro álbum da Torqverem, começou a ser escrito nos idos de 1998 e, somente em 2011, ele foi lançado pela Eternal Hatred Records no Brasil. Por qual razão esse álbum demorou tanto pra ser finalizado?
- V. A. Necrovisceral: Vber Crvciatvs foi o primeiro trabalho “full” da Torqverem depois de praticamente uma década de criações e “demos-ensaio” gravadas aos mais próximos, isso aconteceu por nunca ter interpretado minhas composições como algo a ser divulgado, desde o início tudo foi expressão sincera e íntima a fim de manter a sanidade, compreensão e expressão neste plano da existência. Interpreto Vber Crvciatvs como uma “compilação” manifestando tudo que fiz até 2007, para agora começar uma nova fase como horda mais agressiva e planejada...

02 - Tenho acompanhado ótimas resenhas em alguns dos principais veículos de mídia especializados do Brasil, apontando o álbum “Vber Crvciatvs” como uma grande referência para o Black Metal. Como os seguidores da horda têm recebido o disco?
- V. A. Necrovisceral: Estou muito satisfeito com a forma em que as coisas estão acontecendo, pois acompanho diretamente quase que “cópia a cópia” o andamento do álbum. Por se tratar de uma expressão muito específica, atingindo um grupo fiel (realmente interessado no que estou fazendo), o retorno está forte, sempre aparece alguém para discutir comigo as letras (não divulgadas até então), e outros detalhes da minha arte que antes acreditava ser unicamente particular. Um verdadeiro exército está se criando com os que dividem o ideal e filosofia das composições na Torqverem.

03 - Recentemente, a Torqverem acompanhou a banda finlandesa Horna em sua primeira passagem pelo Brasil. Conte-nos alguns aspectos e experiências positivas e negativas dessa turnê.
- V. A. Necrovisceral: Foi uma grande honra e oportunidade participar da turnê nacional com o Horna (ainda mais com estes irmãos que expressam de forma sincera a arte do Black Metal há quase 20 anos), as experiências com diferentes regiões e pessoas pelo Brasil foi excepcional, principalmente vendo como cada um recebe nossa filosofia, percebi que realmente o que tocamos é individualista, atacando as pessoas de forma única de acordo com suas experiências de vida... Mas em alguns momentos a deficiência e falta de estrutura para os eventos ficaram claras, assim como a própria organização e apoio para as bandas e público que deixam a desejar. Vejo também muito empenho e força da parte de alguns que fazem de tudo para verem as hordas e comparecerem aos eventos mesmo que de forma precária, deixando claro que o Black Metal ainda é algo tratado com desleixo pela maioria dos olhos que dizem apoiar o “underground”, é que deve ser feito exclusivamente por quem acredita, e baseado em suas verdadeiras convicções.   

04 - Tendo em vista que “Vber Crvciatvs” possui músicas antigas em seu conteúdo, podemos esperar para breve um novo trabalho de inéditas da Torqverem?
- V. A. Necrovisceral: Isso mesmo, os sons antigos (até 2007) foram trabalhados e registrados no Vber Crvciatvs, agora existem várias outras composições prontas da “nova fase” mais obscura, contendo sons retirados diretamente dos ocultos abismos de onde manifesto a nossa arte. Acredito que ainda neste ano de 2012 começaremos os preparativos para um novo álbum.

05 - “Vber Crvciatvs” foi lançado no Brasil através da Eternal Hatred Records. Como vocês avaliam o trabalho do selo? O contrato assinado prevê outros lançamentos do grupo no Brasil?
- V. A. Necrovisceral: Depois de ter chegado à conclusão de que iria “apresentar” a minha arte aos que têm afinidade, vi que seria uma guerra solitária se não buscasse apoio, então procurei a Eternal Hatred que iniciou o trabalho de divulgação e ajudou na distribuição do Vber Crvciatvs (as cópias já estão acabando em poucos meses de distribuição), posso dizer que depois disso a Torqverem começou a agir de forma profissional com a parceria, fiquei muito satisfeito até por respeitarem toda nossa filosofia e postura perante o exército que nos apoia. Certamente vamos contar com mais esse apoio no próximo lançamento, tendo a Eternal Hatred como grande aliada.

06 - Força e honra sempre, irmão Necrovisceral. Se algo faltou ser mencionado nessa entrevista, sinta-se a vontade para suprir essa carência...
- V. A. Necrovisceral: Primeiramente agradeço o espaço, são poucos veículos de mídia que deixam hordas de Black Metal se expressarem livremente... Principalmente dos compositores que ainda lutam nesta guerra com a força, e não se submetem a nenhum destino, caminho intocável ou “sagrado”. Estamos aqui para mostrarmos que temos conteúdo e uma filosofia! Observando a vida, morte e natureza em seus diversos planos e realidades para dominar a consciência, questionamento e evolução! Esse é o universo do real e Oculto Metal Extremo, estamos fora de qualquer padrão ou imagem que infelizmente as “bandas” ditas “black metal” conseguiram fazendo barulho e sujando a verdadeira ideia....